São Francisco do Guaporé fica em 1º lugar três anos consecutivos no Estado de Rondônia com menor despesa com pessoal do Poder Executivo

0 100

Com contas organizadas, São Francisco do Guaporé (RO), está em 1º Lugar no Estado de Rondônia que apresentam menor despesa com pessoal do Poder Executivo Municipal em relação à Receita Corrente Líquida (RCL), de acordo com o Índice FIRJAN de Gestão Fiscal (IFGF).

No comparativo entre os anos de 2016 a 2018, o município se manteve em 1º lugar, com posições decrescentes desde o ano de 2013, ano no qual saiu da posição 39º para a 1º posição em 2016 com perspectivas em se manter na mesma posição para o mesmo período deste ano de 2019. Esse resultado foi obtido por meio das medidas de contenção de gastos adotadas pela Administração Municipal desde o início da atual gestão.

O controle permanente faz com que São Francisco do Guaporé esteja em 1º lugar entre os municípios do Estado que terminam o ano cumprindo o teto de gastos públicos com pessoal limitados ao aumento da inflação, segundo o ranking do sistema FIRJAN, que analisou 5.337 municípios.

A tabela foi publicada pelo Índice FIRJAN de Gestão Fiscal (IFGF), que é um estudo anual construído com base em estatísticas oficiais, a partir de dados declarados pelos municípios à Secretaria do Tesouro Nacional (STN). Foram divulgados mais uma vez neste ano de 2019, o índice, que mostrou que 49% dos municípios do país, estão em situação crítica e gastam mais de 54% da receita com pessoal.

Gislaine Clemente, prefeita de São Francisco do Guaporé – Foto: (Divulgação)

Ao iniciar o governo, a prefeita Gislaine Lebrinha (MDB) e toda a sua Equipe de Gestão, identificou gastos com pessoal do Poder Executivo Municipal que haviam superado o limite de alerta da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). “O controle permanente das despesas fez com que esses gastos, em relação à Receita Corrente Líquida, sofressem redução, ficando abaixo do limite de alerta da LRF”, disse o secretário Municipal de Governo e Administração Luiz Ricardo Mattos.

Com o diagnóstico preciso das contas do Município e do quadro econômico do Estado e do País, antes mesmo de assumir o Governo, a Gestão de Gislaine Lebrinha, adotou medidas para reduzir gastos e equilibrar as contas, como explica a secretária de Finanças e Planejamento do Município. “Já em 2013, o município saiu de 39º para a 10º posição em 2014. Entre os 52 municípios do Estado, ficou em 2º lugar em 2015, pulando para o 1º lugar em 2016, que a partir deste ano, se manteve na mesma posição atualmente”, explicou a secretária Municipal de Finanças e Planejamento Alcina Maria Penafiel.

“Mesmo com o agravamento da crise econômica nacional, somado, em nível estadual, que afetou fortemente a produção agrícola, como de outros segmentos, o Governo Municipal registrou bons resultados”, explicou a secretária. Medidas de controle de gasto também contribuíram para esses bons resultados. “O Governo Municipal reverte Arrecadação da Receita Corrente Líquida em melhores serviços públicos para a população”, afirmou a secretária Alcina.

CLASSIFICAÇÃO DOS MUNICÍPIOS RONDONIENSES

Fonte:jornal100limite.com

Loading...