Para jogo em casa contra o Ariquemes, Genus realiza treina no Aluizão

0

 

Pelo segundo jogo da equipe no Campeonato Estadual, o Genus encara em casa, no domingo, 19, o Ariquemes e como preparação para o jogo, um treino no estádio Aluízio Ferreira, sede do duelo, acontecerá na sexta-feira, 17. O time estreou no campeonato contra o Ji-Paraná no estádio Biancão e o placar ficou zerado.

Treino do Genus (Foto: Jheniffer Núbia)
Treino do Genus (Foto: Jheniffer Núbia)

Durante a semana, o cronograma de treinos e preparação da equipe permanecem como o da pré-temporada, divido em academia, técnico e tático. Mirandinha ainda não definiu a escalação do jogo, mas afirma que com a força da torcida, o clube buscará a vitória em casa.

– Jogar em casa é sem dúvida mais fácil por causa do calor da torcida. Sabemos que o adversário é forte, para isso estamos preparando os jogadores da melhor forma e estudando as melhores jogadas. Nosso objetivo é conquistar o título e estamos focados nele.

O Ariquemes também entrou em campo no fim de semana. Enfrentou no sábado, 11, no Valerião o Barcelona de Vilhena, estreante no futebol profissional de Rondônia, e perdeu por 1 a 0. Na tabela de pontos do campeonato o Ariquemes está zerado e o Genus com um ponto.

O Genus chegou na final do Campeonato Estadual em 2016, mas nos pênaltis perdeu para o Rondoniense. O clube conquistou o título em 2015 e nessa temporada a campanha de marketing no clube foi criada em homenagem ao título.

Ji-Paraná e Genus (Foto: Chico Limeira/ Arquivo pessoal)
Ji-Paraná e Genus (Foto: Chico Limeira/ Arquivo pessoal)

Com um time mesclado com pratas da casa e reforços, Mirandinha, comanda a preparação dos atletas e afirma que a garra dos jogadores e diretoria do clube são características fortes.

– Sem centro de treinamento e com alguns obstáculos o Genus tem se mantido, é uma casa que me conquistou, que me sinto parte e farei o possível para contribuir com mais uma conquista. Nosso esporte requer muita habilidade e força e isso nós temos em nossa equipe.

Mirandinha ainda afirma que o acompanhamento que dará ao clube não será apenas com o time profissional, mas visa trabalhos com os times de base e amadores, pelo trabalho social realizado pelo clube.

– Não vim como técnico e sim como parceiro do Genus, e por isso estarei junto a diretoria e companheiros de casa acompanhando os trabalhos executados pelo clube, do amador ao time de base, e dessa forma solidificar essa relação.

Partilhe.

Sobre o Autor

Deixe uma resposta