Adelino Follador participa de reunião do CISAN para apresentação do selo SIM de inspeção sanitária das agroindústrias

Adelino Follador participa de reunião do CISAN para apresentação do selo SIM de inspeção sanitária das agroindústrias

Parlamentar apoia ações do Consórcio dos municípios da região central de Rondônia

Na quarta-feira (26), o deputado Adelino Follador (DEM) participou, representando a Assembleia Legislativa de Rondônia (ALE), de uma importante reunião do Consórcio Intermunicipal de Saneamento da Região Central de Rondônia (CISAN), ocorrida na Faculdade Faema, em Ariquemes, reunindo prefeitos, vereadores e secretários de vários municípios da região, para apresentação do selo de inspeção municipal do CISAN, que além dos 15 municípios consorciados, integram a partir de agora a capital, Porto Velho, e os municípios de Candeias do Jamari e Nova Mamoré.

“Tenho sempre apoiado à instituição, especialmente com recursos para investimentos que beneficiam todos os municípios consorciados, como por exemple, recentemente destinei recursos para a compra de uma Van adaptada para o transporte de lixo hospitalar, representando uma grande economia com este serviço aos municípios”. Disse Adelino.

Foi apresentado a proposta de implantação do Selo de Inspeção Sanitária Municipal das agroindústrias na forma consorciada, entre os municípios que compõem o CISAN Central-RO, com isso, tem mobilizado diversas instituições que se interessam em promover o setor, visando fortalecer as economias locais. Durante esta semana, o projeto foi apresentado e discutido com atores importantes nesse processo, entre eles, o conselheiro do Tribunal de Contas e coordenador do Profaz, Dr. Bendito Alves, SEBRAE, na pessoa do superintendente Daniel Pereira, e AROM, representada pelo prefeito associado, Pedro Fernandes, de Cujubim.

O consórcio CISAN é o único da Região Norte do país que está sendo habilitado junto ao Ministério da Agricultura. O projeto de alteração do protocolo de intenções foi apresentado em assembleia, para absorver também o serviço de fiscalização e a previsão do cargo de profissionais veterinários para cumprir quesitos legais. Minutas de lei uniformes foram disponibilizadas aos consorciados, para estabelecerem a entidade como ente legal para a realização do serviço.

Neste encontro foi apresentado o projeto técnico detalhando as atividades, custos e prospecção econômica com essa implementação. Na prática, o consórcio receberá rateio fixo e variável dos municípios, para custear o envio de médicos veterinários e técnicos auxiliares para a realização de inspeção e acompanhamento em agroindústrias, frigoríficos e até em matanças de animais, por exemplo. A ideia é regularizar esses empreendimentos de forma a dar vazão ao comércio de seus produtos entre os municípios, com geração de empregos, renda e arrecadação, além da segurança alimentar aos consumidores.

Texto e foto: Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *