Agropecuária é o único setor com alta de produtividade do trabalho em 26 anos, diz FGV

Agropecuária é o único setor com alta de produtividade do trabalho em 26 anos, diz FGV

Um levantamento do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV-IBRE) apontou que a agropecuária foi o único segmento que apresentou crescimento robusto de produtividade do trabalho no período entre 1995 e 2021.

Nos últimos 26 anos, o crescimento médio da produtividade por hora trabalhada atingiu o patamar de 5,6%.

Em entrevista à CNN Rádio, o pesquisador do FGV IBRE, Fernando Veloso, disse que esse setor difere da indústria e serviços: “Ele é inserido na economia internacional, exporta bastante, importa máquinas, sofre competição com outros países, usa tecnologia e consegue fazer a aplicação dela no processo produtivo.”

“Esse é um comportamento diferente da indústria e serviços, que estão estagnados”, completou.

Ao mesmo tempo, no entanto, ele reforçou que existe uma dificuldade no Brasil, já que 70% do emprego está no setor de serviços e na indústria.

“Agropecuária corresponde a menos de 20% dos empregos no Brasil. É o único que cresce a produtividade, mas afeta relativamente pouco no desemprego do país. Seria importante que acontecesse na indústria e serviços também”, defendeu.

O economista ainda avalia que o Brasil tem problemas conhecidos, como sistema tributário complexo, baixo índice de educação, problemas em infraestrutura, mas que a agropecuária conseguiu fugir disso.

“O setor se abriu para o exterior e usa a tecnologia para aumentar a produtividade, algo que a indústria tem tido dificuldade para fazer”, completou.

CNN

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.