Autorizado pela Anvisa importação excepcional da vacina Sputnik V para Rondônia

Autorizado pela Anvisa importação excepcional da vacina Sputnik V para Rondônia

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou a importação exceção da vacinação Sputnik V pelos estados do Rio Grande do Norte, Mato Grosso, Rondônia, Pará, Amapá, Paraíba e Goiás por meio do Circuito Deliberativo nº 539/2021.

A importação permitida na última terça-feira (15) também deve ser realizada em condições controladas, conforme decidido na 9ª Reunião Pública Extraordinária da Diretoria Colegiada, em 4 de junho. Segundo a Anvisa, os requerentes receberam as mesmas obrigações e circunstâncias nesse sentido.

Os critérios principais afirmam que a vacina deve ser administrada apenas a adultos saudáveis, e que todos os lotes de imunizantes importados devem ser aprovados pelo Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde antes de serem administrados (INCQS).

Além disso, a Anvisa receberá relatórios periódicos sobre a avaliação risco-benefício da vacina; o imunizante deve ser utilizado em condições controladas com a realização de um estudo de eficácia, com desenho acordado com o órgão e realizado de acordo com as Boas Práticas Clínicas; A Anvisa pode suspender a importação, distribuição e uso de vacinas importadas a qualquer momento.

Quantidades reduzidas de dosagens a serem importadas para imunização de 1% da população de cada estado também foram permitidas durante a consideração, permitindo o devido acompanhamento e pronta atuação do órgão se necessário: 71 mil doses no Rio Grande do Norte; 71 mil doses em Mato Grosso; 36 mil doses em Rondônia; 174 mil doses no Pará; 17 mil doses no Amapá; 81 mil doses para Paraíba; e 142 mil doses em Goiás.

Fonte: Mixrondonia.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *