Confusão no Maracanã: Final da Copa América tem torcida aglomerada e testes de Covid falsos

Confusão no Maracanã: Final da Copa América tem torcida aglomerada e testes de Covid falsos

O laboratório Larborlife, que realiza exames de Covid-19, denunciou à Conmebol que existe esquema de falsificação de testes para permitir entrada de convidados na final da Copa América de Brasil x Argentina, às 21h, no Maracanã. A Conmebol anunciou que tomou conhecimento do caso e assegurou que as pessoas portadoras de falsos exames não poderão entrar no estádio.

A denúncia do laboratório carioca, que foi comunicada também à Prefeitura do Rio de Janeiro, foi publicada pela “Folha de S.Paulo”. Em contato com o ge, a responsável pela empresa contou que somente na sexta-feira realizou 170 exames de Covid-19, pois o laboratório estava sendo recomendado pelo Consulado da Argentina.

Entrada do portão 7, que recebe brasileiros e argentinos antes da final — Foto: André Durão

Entrada do portão 7, que recebe brasileiros e argentinos antes da final — Foto: André Durão

Fila de torcedores argentinos e brasileiros no portão 7 do Maracanã — Foto: Thayuan Leiras

Fila de torcedores argentinos e brasileiros no portão 7 do Maracanã — Foto: Thayuan Leiras

– Soube ontem (sexta) através de um cliente que me mandou o print com a oferta de R$ 150 pelo exame. Ele diz que o exame mais rápido sai por R$ 600, o que não é verdade, pois custa R$ 450. Mas avisei na mesma hora o Consulado da Argentina, a Conmebol e a Prefeitura do Rio de Janeiro – contou Priscila Amaral, por telefone ao ge.

Mensagem do falsificador que prometia exames por R$ 150  — Foto: Reprodução

Mensagem do falsificador que prometia exames por R$ 150 — Foto: Reprodução

A falsificação se dá com adulteração do PDF do resultado do exame RT-PCR. O fraudador pede dados pessoais do interessado, cobra R$ 150 e adultera o arquivo. De última hora, o laboratório providenciou página para validação do resultado, para que a Conmebol possa conferir login e senha e saiba se o documento foi alterado.

A Prefeitura do Rio de Janeiro permitiu a entrada de 2.200 torcedores da Argentina e 2.200 do Brasil, com mais cerca de 1.000 convidados a mais da Conmebol para a grande decisão desta noite. Desde as primeiras horas da manhã, centenas de torcedores argentinos se aglomeravam no Maracanã para retirada de credencial.

A nota da Conmebol

Em comunicado, a Conmebol informou que detectou “considerável quantidade de provas de PCR fraudulentas de pessoas credenciadas tanto na tribuna argentina como na brasileira” e garantiu que “essas pessoas não poderão entrar no estádio”.

A Conmebol também reforçou que “todos controles para a entrada na final serão extremamente rigorosos, assim como a aplicação de protocolos sanitários e as medidas de prevenção” contra Covid-19. “Todos os torcedores deverão apresentar o teste de laboratório com resultado negativo para poder entrar no estádio. Não haverá nenhum tipo de exceção”.

A entidade sul-americana do futebol também recomenda que os torcedores levem os testes impressos e informa que “analisa a possibilidade de aumentar os controles no caso de necessidade”.

Portão 7 é o de credenciamento e retirada de ingressos de convidados — Foto: Thayuan Leiras

Portão 7 é o de credenciamento e retirada de ingressos de convidados — Foto: Thayuan Leiras

Fonte: https://noticiageral.com – com informações de G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *