É falso que Alexandre de Moraes fugiu do país após ameaças de Bolsonaro?

É falso que Alexandre de Moraes fugiu do país após ameaças de Bolsonaro?

Circula nas redes sociais que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes estaria deixando o país nesta terça (7). O motivo seriam as manifestações de grupos bolsonaristas.  Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa​:

“Moraes deve deixar o país na madrugada desta terça”
Publicação que circula no Facebook e que, até as 11h do dia 8 de setembro de 2021, tinha sido compartilhada por mais de 250 pessoas

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. Segundo a assessoria de imprensa do Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Alexandre de Moraes não deixou o país na madrugada desta terça (7) e também não pretende viajar ao exterior nesta semana. A assessoria da corte afirmou, ainda, que o ministro estará em sessão presencial no Supremo hoje (8).

A peça de desinformação dá a entender que Moraes fugiria em decorrência das manifestações de grupos bolsonaristas que ocorreram no feriado de 7 de setembro. Para isso, usa uma imagem que supostamente retrataria Moraes e sua esposa fugindo do país cercados de uma equipe de seguranças. 

A foto, contudo, é antiga e foi originalmente tirada em fevereiro de 2017 pelo fotógrafo Hélvio Romero, do Estadão Conteúdo. Na ocasião, Moraes compareceu ao Senado para participar da sabatina que definiria a aprovação de seu nome ao Supremo Tribunal Federal. A imagem, veiculada em diversos veículos de imprensa, pode ser facilmente encontrada no Google. Fotos semelhantes foram feitas no mesmo dia por Dida Sampaio, também do Estadão Conteúdo, e Marcos Oliveira, da Agência Senado. 

Em discurso proferido durante as manifestações em São Paulo na terça-feira (7), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) atacou Moraes e disse que não cumprirá decisões judiciais definidas pelo ministro. O ministro é o relator de inquéritos que investigam ativistas de extrema-direita, e determinou abertura de investigação do presidente, em agosto, por divulgar dados sigilosos de investigação policial.

Fonte: https://noticiageral.com – com informações de Lupa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *