É falso que Embraer publicou vídeo publicitário com frases de cunho político?

É falso que Embraer publicou vídeo publicitário com frases de cunho político?

Circula pelas redes sociais uma peça publicitária que, supostamente, teria sido produzida pela Embraer. Essa “peça publicitária” mostra aviões decolando e frases como “os impostos mais caros do mundo”, “os políticos mais corruptos do mundo” e “o país onde mais se mata policiais”, e conclui pedindo para a audiência “resgatar o Brasil”. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Que coragem da Embraer de fazer este filme e publicá-lo!”
Legenda de vídeo que, até às 16h do dia 6 de de maio de 2021, tinha sido compartilhado por usuários no Facebook

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. O vídeo que circula pelas redes sociais com frases de cunho político não foi produzido pela Embraer, conglomerado transnacional brasileiro. As imagens e o áudio da gravação, de fato, foram produzidas pela empresa e publicadas em seu canal no YouTube. O vídeo tinha o objetivo de promover a participação da companhia no Paris Air Show, um dos principais eventos da indústria aeronáutica, e não apresentava nenhuma mensagem de cunho político escrita na tela.

A versão que circula atualmente pelo Facebook foi editada para incluir mensagens escritas na tela dizendo que o Brasil teria “os impostos mais caros do mundo” e “os políticos mais corruptos do mundo”. Procurada, a assessoria de imprensa disse que o vídeo que circula atualmente não tem relação com a empresa.

Uma checagem semelhante foi feita pelo Estadão Verifica.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Fonte: https://noticiageral.com – com informações de Lupa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *