Em visita à Rondônia Ministro da Saúde fala em aumentar vacinação em estados com fronteiras

Em visita à Rondônia Ministro da Saúde fala em aumentar vacinação em estados com fronteiras

Marcelo Queiroga, ministro da Saúde, esteve em Porto Velho na manhã desta quinta-feira para encontro com instituições médicas do estado de Rondônia (3). Durante a visita, ele constatou que os estados de Rondônia e Roraima solicitaram que fornecesse vacinas extras Covid-19. As sugestões, diz ele, serão encaminhadas ao Programa Nacional de Imunizações (PNI) para análise.

“Vamos apresentar uma proposta ao PNI de reforço vacinal nos estados de Roraima, Rondônia, Acre e Amapá. São estados com população pequena, mas têm a particularidade de terem fronteira, por onde circulam pessoas de outros países, sendo assim devemos construir uma barreira epidemiológica”, afirmou.

Ele anunciou na ocasião que o Ministério da Saúde havia adquirido cerca de 600 milhões de doses da vacina Covid-19 e que, até dezembro deste ano, todos os brasileiros com mais de 18 anos seriam inoculados.

“A meta atual do Ministério da Saúde é impulsionar o programa de imunização. O governo já ordenou mais de 600 milhões de doses da vacina, garantindo que nossa população com mais de 18 anos estará totalmente inoculada até dezembro. é tentar prever a dosagem para que a campanha vá mais rápido”, garantiu.

Rondônia tem a menor taxa de vacinação

Quando comparada ao restante do país, Rondônia tem a menor taxa de vacinação, com apenas 12,74% dos residentes recebendo a primeira dose e 7,3% a segunda. Em Rondônia, 5.792 pessoas morreram em decorrência da epidemia, e 231.544 infecções foram registradas até a última quarta-feira (2).

Queiroga já havia prometido que toda a população seria imunizada, a afirmação foi durante uma conferência virtual da OMS em abril, quando foi convidado especial.

O presidente Jair Bolsonaro declarou na última quarta-feira (2) durante discurso em rede nacional de rádio e televisão que todos os brasileiros que desejarem se vacinar contra a Covid-19, serão vacinados antes do final do ano – houve protestos em todo o país ao longo do discurso.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), também disse nesta quarta-feira que todas as pessoas com mais de 18 anos no estado, devem ser vacinadas contra a Covid até o final de outubro deste ano. Em uma postagem nas redes sociais, o compromisso foi firmado.

A vacinação tem sido lenta no Brasil até agora, cerca de um ano e meio após o início da pandemia. Até terça-feira, 10,6% dos brasileiros (22,6 milhões de indivíduos) receberam as duas doses da vacina necessárias para a vacinação.

Fonte: Mixrondonia.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *