Espanha acelera expulsões em Ceuta após maré de migrantes vinda do Marrocos

Espanha acelera expulsões em Ceuta após maré de migrantes vinda do Marrocos

As autoridades espanholas realizaram expulsões em massa de migrantes do seu enclave norte-africano de Ceuta nesta quarta-feira, depois que milhares de pessoas cruzaram o território do Marrocos à Espanha.

O primeiro-ministro Pedro Sánchez disse que 4.800 dos mais de 8.000 migrantes que entraram em Ceuta nos últimos dois dias foram enviados de volta, e as forças de segurança de ambos os lados intervieram para impedir a passagem de mais pessoas.

“Estamos realizando o envio imediato daqueles que entraram irregularmente”, disse Sánchez ao Parlamento.

Na quarta-feira pela manhã, soldados espanhóis em trajes de combate e policiais escoltavam alguns migrantes diretamente de volta ao Marrocos, enquanto a polícia marroquina levava centenas de jovens para longe da cerca da fronteira.

O líder do enclave espanhol havia anteriormente acusado as autoridades marroquinas de não policiarem ativamente seu lado da fronteira, e associou isso a uma decisão de Madri em admitir Brahim Ghali, líder rebelde do Saara Ocidental, território em mãos do Marrocos, em um hospital espanhol para tratamento.

A ministra das Relações Exteriores, Arancha González Laya, afirmou na quarta-feira pela manhã, em entrevista a uma rádio, que a Espanha sempre foi “primorosamente prudente” em relação ao Saara Ocidental.

Ela disse que a Espanha nunca teve a intenção de dar à hospitalização de Ghali “um caráter agressivo”.

Mapa com localização de Ceuta e Melilla — Foto: Elcio Horiuchi/G1

Mapa com localização de Ceuta e Melilla — Foto: Elcio Horiuchi/G1

Fonte: https://noticiageral.com – com informações de  G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *