Fiscalização aponta sobrecarga de trabalho e exercício ilegal da profissão em hospitais de Vilhena, diz Coren

Fiscalização aponta sobrecarga de trabalho e exercício ilegal da profissão em hospitais de Vilhena, diz Coren

Uma fiscalização do Conselho Regional de Enfermagem de Rondônia (Coren-RO) apontou irregularidades no Hospital Regional de Vilhena (RO), entre elas a falta de profissionais. As fiscalizações em unidades de saúde aconteceram entre a segunda-feira (9) e esta quinta-feira (12).

Segundo o Conselho, o cenário encontrado “expõe pacientes a riscos” e gera “sobrecarga aos profissionais envolvidos”, pois faltam trabalhadores nas alas masculina e feminina, na ortopedia, pediatria e na maternidade.

“No Regional de Vilhena constatamos um cenário crítico com sobrecarga de trabalho e déficit de profissionais de Enfermagem, cuja consequência é uma fragilidade na prestação do serviço em saúde”, disse o coordenador do Departamento de Fiscalização e Exercício Profissional da Enfermagem do Coren, Juan Irineu.

Foram identificados, segundo o Coren, até 15 pacientes para cada técnico de enfermagem e ainda a falta de estrutura adequada para os profissionais.

Falta de estrutura adequada para profissional de saúde  — Foto: Coren-RO/Reprodução

Falta de estrutura adequada para profissional de saúde — Foto: Coren-RO/Reprodução

Ainda durante as fiscalizações, em uma unidade de saúde do município, o Coren afirma que encontrou uma pessoa em exercício ilegal da enfermagem.

G1 entrou em contato com a Prefeitura de Vilhena e, até a última atualização desta reportagem, não obteve resposta sobre as denúncias feitas pelo Coren.

Fonte: https://noticiageral.com – com informações de G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *