Governo do AM exige vacinação completa para assistir ao jogo Brasil x Uruguai

Governo do AM exige vacinação completa para assistir ao jogo Brasil x Uruguai

O governo do Amazonas definiu que os torcedores interessados em assistir no estádio à partida entre Brasil e Uruguai, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, em 14 de outubro, terão que comprovar a vacinação completa contra a Covid-19.

Será necessária a confirmação do recebimento de duas doses da vacina ou da aplicação do imunizante de dose única para entrar na Arena da Amazônia.

O limite de ocupação do estádio será de 30%, de acordo com as regras definidas pelo governo estadual, em conjunto com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), que organiza a partida.

A previsão é que 12 mil pessoas assistam ao clássico sul-americano presencialmente, sendo 8 mil pagantes e 4 mil convidados.

Desde o início da pandemia, essa é a primeira partida da seleção brasileira com público nas Eliminatórias.

De acordo com o governo estadual, serão criadas estruturas de segurança pública e sanitária, além da organização do trânsito, para controle de entrada na Arena da Amazônia.

O executivo amazonense também anunciou a criação de um centro de monitoramento e de um Plano Tático Integrado para a partida, com a descrição de todas as ações e os envolvidos na operação.

As justificativas para a liberação do público no estádio são o avanço da vacinação contra a Covid-19 e a redução dos casos da doença no estado.

Ainda em outubro, a Seleção Brasileira vai enfrentar a Venezuela, em Caracas, no dia 7, pelas Eliminatórias. A partida seguinte será contra a Colômbia, em Barranquilla, no dia 10.

Evento-teste
Ocorrerá nesta sexta-feira (24) um evento-teste com atrações musicais na Arena da Amazônia com o público de 3,5 mil pessoas, sendo 500 funcionários e técnicos. O público será testado para Covid-19.

Todos os participantes serão monitorados por 14 dias após o evento. Poderá participar quem tiver sido vacinado com a primeira dose e não estiver no prazo da segunda atrasado.

Fonte: CNN

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *