Importância da duplicação da BR 364 é enfatizada pela Aprosoja durante evento

Importância da duplicação da BR 364 é enfatizada pela Aprosoja durante evento

A Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja MT) em parceria com o Movimento Pró-Logística, realizou esta semana o evento Estradeiro BRs 364/174, onde o presidente Fernando Cadore, destacou a importância da duplicação da BR 364, que conecta Mato Grosso ao estado de Rondônia.

De Cuiabá a Porto Velho, o grupo já percorreu mais de 2 mil quilômetros de rodovias, parando em três estações de transbordo de cargas (ETCs).

“Fomos muito bem recebidos pelo secretário estadual da Agricultura, Evandro Padovani, e essa interação é muito importante porque os dois estados compartilham essa infraestrutura na agricultura, e queremos mostrar ao Governo Federal as necessidades compartilhadas, principalmente a duplicação da BR 364. Verificamos o enorme fluxo de caminhões, que só deve aumentar nas próximas safras, indicando que essa valorização é mais do que realista e importante para que o crescimento dos dois estados continue ”, afirmou Cadore.

A comissão avaliou as infraestruturas e operações dos portos de Hermasa, Chuelo e Bertolini, incluindo capacidade e fluxo operacional. “Essas viagens aos portos são para informações técnicas e para avaliar a situação em termos de operação, bem como para avaliar o potencial impacto no fluxo da colheita. Vemos que estão totalmente operacionais ”, disse Edeon Vaz, diretor executivo do Movimento Pró-Logística.Também participaram do evento, além do presidente Cadore, que inclusive é um dos produtores de Primavera do Leste, região Sul de Mato Grosso, demais membros integrantes da diretoria plena da Aprosoja.O segundo diretor administrativo, Zilto Donadello, produtor rural em Cláudia, o vice-presidente oeste, Lucas Konageski, de Diamantino, o vice-presidente leste, Diego DallAsta, de Canarana, e o vice-presidente norte, Ilson Redivo, de Sorriso, todos fazem parte do grupo.São integrantes do grupo delegados, presidentes de sindicatos, associados, representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), empresas privadas envolvidas na área e funcionários da Aprosoja MT. Há um total de 28 participantes.Murilo Ramos, produtor rural e delegado do núcleo Canarana, participa da viagem pela segunda vez. Ele avalia o evento favoravelmente e elogia a ajuda da Aprosoja MT. “É um evento de turismo rural muito significativo, onde nos encontramos com outros colegas de profissão, aprendemos e trocamos experiências, e é diferente de ir sozinho, pois a Aprosoja e o Movimento Pró-Logística dão todo o suporte técnico”, explica.Um dos objetivos do Estradeiro, segundo Zilto Donadello, é transmitir conhecimentos técnicos aos produtores rurais de porta para fora. “Ele deve compreender a operação dos modos rodoviário, canal e ferroviário. Ajuda o produtor a entender como funciona o fluxo fora da comporta, além de ter informações sobre a capacidade e as condições das estradas, e também procura exigir mais eficiência nesses modais ”, explicou.O primeiro Estradeiro de 2021 partiu de Cuiabá no sábado, 29 de maio, e já passou por Campo Novo do Parecis (MT), Ji Paraná, Porto Velho e Vilhena (RO). Continuará percorrendo os municípios mato-grossenses de Aripuanã, Colniza e Junaí a partir desta quarta-feira (02.06), retornando à capital na sexta-feira (04.06).Fonte:Mixrondonia com informações de Assessoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *