Infrator é multado em mais de R$ 1 milhão por crime ambiental em São Francisco do Guaporé

Infrator é multado em mais de R$ 1 milhão por crime ambiental em São Francisco do Guaporé

Um infrator foi multado em mais de R$ 1 milhão por desmatar floresta nativa em área de reserva legal em São Francisco do Guaporé (RO) nesta semana.

Segundo a Polícia Militar Ambiental, equipes que participavam da Operação Hórus, na região do Vale do Guaporé, verificaram alertas emitidos pelo sistema de Detecção do Desmatamento em Tempo Real (Deter) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), indicando uma grande área desmatada, os agentes foram até o local apontado pelo satélite e constataram o crime ambiental.

Infrator é multado em mais de R$ 1 milhão por crime ambiental em São Francisco do Guaporé, RO — Foto: PM Ambiental/Divulgação

Infrator é multado em mais de R$ 1 milhão por crime ambiental em São Francisco do Guaporé, RO — Foto: PM Ambiental/Divulgação

A PM informou que o desmate somava uma área de aproximadamente 200 hectares. A região desmatada era considerada como floresta nativa em área de reserva legal de domínio privado, e o infrator não possuía autorização de órgão ambiental competente para retirar vegetação daquela área.

Ele foi responsabilizado administrativamente e criminalmente.

Desmatamento em Rondônia

O Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) classifica o desmatamento como “o processo de realização do “corte raso”, que é a remoção completa da vegetação florestal”. Em grande parte, essa mata é transformada em áreas de pasto. Entre os territórios com maiores índices de desmatamento estão:

  • 66% em áreas privadas ou sob estágios de posse,
  • 17% em assentamentos,
  • 15% em unidades de conservação e
  • 2% em terras indígenas.

As áreas com alertas de desmatamento em Rondônia em maio de 2020 correspondiam a 68 km². Em maio deste ano o número saltou para 137 km². Isso equivale a um aumento de 101%, segundo dados divulgados pelo Imazon.

Fonte: https://noticiageral.com – com informações de G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *