Mãe e filha vão representar o Brasil nas Paralimpíadas de Tóquio

Mãe e filha vão representar o Brasil nas Paralimpíadas de Tóquio

Lethicia Rodrigues descobriu a paixão pelo tênis de mesa em casa. Aos 18 anos, a brasileira se prepara para estrear nos Jogos de Tóquio 2020. Na Vila, Lethicia terá a companhia da mãe, Jane Karla, que já participou de três Paralimpíadas.

– Minha mãe é o meu principal modelo de força. Ver o quanto é uma mulher forte, independente, me dá força para continuar também – disse Lethicia.

Jane teve paralisia cerebral e começou no paradesporto apenas aos 28 anos. Mas o início tardio não a impediu de atingir o alto rendimento e se tornar pentacampeã parapan-americana no tênis de mesa. Foram duas Paralimpíadas (Pequim 2008 e Londres 2012) com a raquete na mão e o olhar atento às bolinhas.

 Jane Karla nos Jogos Rio 2016 — Foto: Márcio Rodrigues / MPIX/CPB

Jane Karla nos Jogos Rio 2016 — Foto: Márcio Rodrigues / MPIX/CPB


Na Paralimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro, a goiana deu uma guinada surpreendente após enfrentar um câncer de mama. Curada, ela escolheu uma nova modalidade: o tiro com arco. O prazo para treinar e conquistar uma vaga foi curto: apenas um ano. Mas ela conseguiu se classificar para a competição na cidade carioca e terminou na quinta posição.

– Foi muito engraçado, porque nos meus primeiros tiros as pessoas falaram: “Caramba, como você conseguiu fazer isso?”. Um tiro lá, outro aqui, outro ali e um bem pertinho do amarelo. É esse esporte que eu vou fazer, desde lá, eu não larguei mais – falou Jane.

Após sofrer um assalto violento, a família toda mudou para Portugal. Lá, Jane continuou treinando e assumiu a liderança do ranking do arco composto paralímpico no ano de 2018.

Lethicia acompanhou todas as conquistas da mãe de perto. Ao descobrir que também era elegível para participar de competições adaptadas, por conta de uma doença hereditária que causa dores nas articulações e compromete a mobilidade, os treinos ficaram mais sérios.

Lethicia Rodrigues Lacerda no tênis de mesa do Parapan — Foto: Douglas Magno / EXEMPLUS / CPB

Lethicia Rodrigues Lacerda no tênis de mesa do Parapan — Foto: Douglas Magno / EXEMPLUS / CPB

Em Lima 2019, a estreia nos Jogos Parapan-Americanos foi comemorada com direito a uma medalha de bronze.

– Quando ela participou do campeonato eu não conseguia saber o resultado. Eu estava tremendo, acho que mais do que se eu tivesse jogando – recordou Jane.

Em julho deste ano veio a notícia oficial. O Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) divulgou a lista completa de convocados para os Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020, e os nomes das duas representantes da família Rodrigues estavam lá entre os 253 atletas da delegação brasileira.

Os Jogos Paralímpicos de Tóquio começam no dia 24 de agosto. As disputas do tênis de mesa acontecem entre 25 de agosto e 3 de setembro. Os atletas do tiro com arco entram em ação no dia 27 agosto.

Fonte: https://noticiageral.com – com informações de G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *