Mais de 3,3 mil famílias já foram afetadas pelas cheias e três rios estão em cota de inundação em RO

Mais de 3,3 mil famílias já foram afetadas pelas cheias e três rios estão em cota de inundação em RO

Em menos de dois meses, mais de 3,3 mil pessoas foram afetadas pelas cheias de alguns dos principais rios de Rondônia. Até a segunda-feira (7), três deles ainda se encontravam em cota de inundação e um em alerta, segundo relatório da Defesa Civil estadual.

O levantamento é referente ao período de 14 de janeiro a 7 de março de 2022, e analisa a atuação da Defesa Civil nas enchentes do ano. São analisadas as situações de 10 rios nos municípios ou distritos do estado.

Os dados apontam que Ariquemes (RO), Pimenta Bueno (RO) e Candeias do Jamari (RO) são os municípios afetados atualmente pelas cheias dos rios Jamari, Pimenta e Candeias. Confira abaixo os níveis de cada um deles:

  • Rio Jamari: 7,28m* (cota de inundação)
  • Pimenta Bueno: 9,69m (cota de inundação)
  • Candeias: 20,01m (cota de inundação)
  • Machado: 10,19m (cota de alerta)

A cota de inundação do Rio Jamari é de 11 metros e com a indicação de 7,28m*, em teoria, o rio não deveria estar inundado. Porém a Defesa Civil explicou que o dado que consta no relatório não foi atualizado pela rede de hidrometeorologia nacional. Segundo a Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec) o rio permanece, sim, inundando algumas regiões.

Já o Machado, apesar de ainda estar em alerta, se encontra com menos de 4 centímetros da cota de inundação. Há cerca de duas semanas, o rio subiu até atingir a maior marca dos últimos 45 anos em Ji-Paraná: 11,67 metros. Segundo o relatório, 600 famílias foram afetadas no município e 100 ficaram desalojadas.

Desde o dia 14 de janeiro, 3.337 pessoas foram afetadas de alguma forma pelas cheias dos rios em Rondônia. As famílias são assistidas pelas prefeituras, governos estaduais ou Defesa Civil estadual e municipal.

G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.