Morre na Índia chefe da ‘maior família do mundo’ deixando 38 esposas e 89 filhos

Morre na Índia chefe da ‘maior família do mundo’ deixando 38 esposas e 89 filhos

Segundo o diretor do hospital onde foi tratado, o chefe da maior família do mundo morreu na Índia. Ziona, que só atendia pelo primeiro nome, morreu aos 76 anos no domingo, 13 de março.

De acordo com um tweet de Zoramthanga, o ministro-chefe de Mizoram, o estado do nordeste da Índia onde Ziona vivia, ele tinha 38 esposas e 89 filhos.

O patriarca era membro de um grupo cristão que considera a poligamia como a vontade de Deus. No vilarejo Baktwang de Mizoram, onde a grande família de Ziona mora em uma única propriedade, seu pai Chana formou a religião.

A poligamia é contra a lei na Índia, de acordo com o código penal do país. Embora não seja geralmente usado, há uma exceção no código para muçulmanos.

Não se sabe se Ziona, que se casou com sua primeira esposa quando ele tinha 17 anos, era legalmente casado com todas as mulheres que ele chamava de esposas. A poligamia geralmente não é processada pelas autoridades indianas nas sociedades.

Ele foi levado às pressas para o pronto-socorro do hospital, segundo Lalrintluanga Jahau, político e diretor do hospital onde Ziona morreu.

No Twitter, Jahau declarou: “Nossa equipe de emergência tentou em vão ressuscitá-lo.” A presença da família, segundo Zoramthanga, transformou Baktwang em um “grande destino turístico do estado”.

“Descansa em paz, Senhor!” ele escreveu no Twitter. Em 2011, Ziona disse à CNN: “Sinto que Deus nos escolheu para sermos assim (ter famílias numerosas).”

“Os nascidos nesta família não querem abandonar a tradição, por isso continuamos a expandir.” Ele disse: “Eu não tinha desejo de casar, mas esse é o caminho que Deus escolheu para mim. Continuar casado não é algo que eu queira fazer.”

Fonte: Mixrondonia.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *