PT e Haddad não estão distribuindo mamadeira em formato de pênis para crianças?

PT e Haddad não estão distribuindo mamadeira em formato de pênis para crianças?

Circula pelas redes sociais um vídeo de 2018 em que um homem exibe uma mamadeira com o bico de borracha em formato de pênis e afirma que o objeto está sendo distribuído para as crianças nas creches do Brasil, como parte do chamado “kit gay”. No conteúdo, o responsável pelas imagens diz que o artefato é uma invenção do então candidato à presidência naquele ano, Fernando Haddad (PT). Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa​:

“Olha aqui ó, vocês que votam no PT, essa aqui é a madeira distribuída na creche. Olha a marca aqui, ó. Distribuída na creche pra seu filho, com a desculpa de combater a homofobia. Olha o bico como é ó. Tá vendo? O PT e o Haddad prega isso para o seu filho. Seu filho de cinco, seis anos de idade vai beber mamadeira na creche com isso aqui, para combater a homofobia. Tem que votar em Bolsonaro rapaz, Bolsonaro que é pra fazer o filho da gente homem e mulher. O PT, e Haddad, Lula, Dilma só quer isso aqui para os nossos filhos. Isso faz parte do kit gay. Invenção de Haddad, viu?!”
Legenda do vídeo publicado no Facebook que, até as 20h de 20 de outubro de 2021, tinha mais de 3,8 mil visualizações

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. O vídeo compartilhado atualmente nas redes sociais já foi desmentido durante a campanha eleitoral de 2018, tendo sido apelidado de “mamadeira de piroca”. Na época, eleitores de Jair Bolsonaro utilizaram o conteúdo para acusar o candidato do Partido dos Trabalhadores e ex-ministro da Educação, Fernando Haddad, de distribuir o objeto em creches. A gravação tornou-se um dos principais exemplos de conteúdos desinformativos que circularam na disputa eleitoral daquele ano.

Em nota publicada na página do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em 2018, a Secretaria Nacional de Comunicação do PT disse desconhecer o vídeo do Facebook e afirmou que o partido e a campanha de Haddad não tinham qualquer ligação com o produto mostrado no vídeo. “Está rodando pelo WhatsApp e pelas redes sociais um boato maldoso e falso que diz que mamadeiras com bico de borracha em formato de pênis foram distribuídas em creches pelo PT para combater a homofobia, de acordo com um vídeo falso compartilhado no Facebook na última semana. É mentira! O PT jamais distribuiu nenhum tipo de material erótico, muito menos para crianças!”, diz o texto.

O homem do vídeo não menciona em qual unidade de ensino, município ou estado ocorreria a suposta distribuição. Na época, o Ministério da Educação (MEC) confirmou ao Projeto Comprova que não existiu distribuição das mamadeiras por parte do governo federal. Além disso, o objeto citado nas imagens está entre os artigos sexuais vendidos para adultos em sex shops – ou seja, não é voltado para o público infantil. 

Vale ressaltar ainda que o PT não estava mais no comando do Brasil em 2018, já que a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) sofreu impeachment em 31 de agosto de 2016 e Fernando Haddad deixou o cargo de ministro da Educação em 2012. Ou seja, eles não teriam autoridade para implementação de qualquer política de distribuição de mamadeiras desse tipo pelo país. Também não há qualquer registro de que isso tenha sido adotado no passado, durante as suas gestões.

Em 2011, quando ainda era ministro da Educação, Haddad elaborou uma cartilha de orientação para professores chamada “Escola Sem Homofobia” que integrava o programa Brasil sem Homofobia, lançado em 2004. A versão impressa, no entanto, nunca foi distribuída, devido a acusações da bancada evangélica e setores conservadores de que o material estimulava “o homossexualismo (sic) e a promiscuidade”.

Uma versão semelhante dessa desinformação foi desmentida por Projeto Comprova e Boatos.org.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌

Fonte: Lupa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *