Rondônia é o 3º estado que mais desmatou em setembro de 2021, segundo dados do Imazon

Rondônia é o 3º estado que mais desmatou em setembro de 2021, segundo dados do Imazon

Rondônia foi o terceiro estado, dentro da Amazônia Legal, que mais desmatou em setembro. Ao todo, 178 km² de área foram desmatadas, segundo dados do Sistema de Alerta de Desmatamento (SAD) do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon).

Os dados também apontam que há uma nova fronteira do desmatamento, já que na divisa entre Amazonas, Rondônia e Acre, a devastação está avançando.

Municípios Críticos

Segundo dados do SAD, Porto Velho é o 2º município que mais desmatou no mês de setembro. Ao todo, 60 km² de área foram desmatadas. Lábrea, no Amazonas, segue no topo do ranking, com 75 km² de área devastada.

Além da capital, Candeias do Jamari também aparece no ranking dos 10 municípios em estado crítico de desmatamento. Segundo o Imazon, 28 km² foram desmatados no município.

UC e TI

A Terra Indígena (TI) Karipuna, entre Porto Velho e Nova Mamoré, foi a única que apareceu no ranking do desmatamento. A TI ficou em 3º no ranking, com 2 km² de área desmatada.

Entre as Unidades de Conservação, aparecem Parna Mapinguari, Esec de Samuel e PES de Guajará-Mirim.

Amazônia Legal

De acordo com o Imazon, setembro foi sexto mês de 2021 em que a Amazônia teve a maior área destruída na década. As florestas degradadas na Amazônia Legal somaram 1.137 km² em setembro de 2021, o que representa uma redução de 63% em relação a setembro de 2020.

Boletim SAD de setembro de 2021 — Foto: Imazon

Boletim SAD de setembro de 2021 — Foto: Imazon

G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *