Rondônia produziu mais de 100 mil toneladas de arroz em 2021, indica pesquisa

Rondônia produziu mais de 100 mil toneladas de arroz em 2021, indica pesquisa

A mais nova pesquisa sobre Produção Agrícola Municipal (PAM), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no começo da semana, revela que em 2021, Rondônia produziu 114 mil toneladas de arroz.

De acordo com a pesquisa, a produção do grão está estável desde 2013, após uma queda de 47,5% em relação a 2012.

São Miguel do Guaporé (RO), município da região central do estado, foi o maior produtor de arroz, tendo produzido 19 mil toneladas em 2021.

Completam o ranking de maiores produtores de arroz do estado: Porto Velho, com 15 mil toneladas produzidas, Nova Mamoré, com 11 mil toneladas, Cujubim, com 10 mil toneladas e Rio Crespo, também com 10 mil toneladas.

Feijão

Feijão  — Foto: RPC/Reprodução

Feijão — Foto: RPC/Reprodução

Quanto a produção de feijão, a pesquisa sobre Produção Agrícola Municipal revelou que houve uma diminuição ao longo dos anos. A redução aconteceu tanto em área plantada, quanto em produção.

Entre 2012 e 2021, a área destinada para o feijão reduziu de 74,2%, enquanto a produção caiu 68,2%, passando de 37 mil toneladas, para 12 mil toneladas em nove anos.

Os maiores produtores de feijão em Rondônia foram:

  • Alto Alegre dos Parecis (6 mil toneladas),
  • Alta Floresta do Oeste (2 mil toneladas),
  • Cujubim (1 mil toneladas),
  • Cacoal (788 toneladas)
  • Jaru (408 toneladas).

Mandioca

Plantação de mandioca em RO — Foto: Rondônia Rural/Reprodução

Plantação de mandioca em RO — Foto: Rondônia Rural/Reprodução

A pesquisa também revelou que a produção de mandioca também sofre uma diminuição gradual desde 2017, atingindo em 2021, 417 mil toneladas, em 18 mil hectares.

De acordo com o IBGE, a quantidade produzida em 2021 foi 36,5% menor que a produção de 2017.

Os municípios que mais produziram mandioca foram: Porto Velho, com 99 mil toneladas, Candeias do Jamari (35 mil toneladas), Machadinho d’Oeste (22 mil toneladas), Jaru (21 mil toneladas) e Nova Mamoré (18 mil toneladas).

G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *