Rondônia tem produção de ovos que chega a mais de 2 mil caixas por dia

Rondônia tem produção de ovos que chega a mais de 2 mil caixas por dia

O Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), tem desenvolvido diversas ações em colaboração com a Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Aves e Suínos para auxiliar e alavancar a atividade de produção de ovos em Rondônia, resultando em mais oportunidades de emprego e melhorias para os produtores.

Segundo o núcleo Agrodata da Seagri, Rondônia produz 2.200.000 caixas de ovos por dia, com peso de 50.600 kg (kg), e 66.000.000 caixas de ovos por mês, com peso de 1.5178.000 kg. Nesse contexto, 25% a 30% dos ovos são importados de outros estados, e os mesmos valores percentuais são entregues para outros estados.

O Valor Bruto da Produção Agrícola (VBP) de ovos em Rondônia foi de R $ 51 milhões em junho, segundo o Boletim Agro Seagri, com participação de 0,42%.

O estado passou a abrigar 50 propriedades, entre grandes, médios e pequenos produtores de ovos classificados como tecnificados, semitecnificados ou tradicionais.

A cada ano, produtores comerciais de ovos investem em novas tecnologias e práticas de manejo para produzir e fornecer ovos de maior qualidade e saúde para a população de Rondônia.

As fazendas em Rondônia estão espalhadas pelas microrregiões do estado, com produção balanceada e capacidade suficiente para abastecer o mercado local com ovos frescos de alta qualidade durante todo o ano.

O Governo de Rondônia editou o Decreto nº 25.975, de 9 de abril de 2021, que modifica as atividades com ovos em sua condição natural, sob a classificação NCM 0407.21.00, e arrecada 12% do Imposto sobre a Regulamentação do Imposto de Entrada. Independentemente da origem, trata-se de operações relacionadas à circulação de mercadorias e à prestação de serviços de transporte e comunicação intermunicipal e interestadual (RICMS).

De acordo com Evandro Padovani, secretário da Agricultura, a nova regulamentação torna a produção de ovos de Rondônia mais competitiva na comercialização se comparada a produtos similares de outros estados brasileiros.

“Esta etapa criará um ambiente competitivo mais equilibrado, além de fornecer oxigênio aos fabricantes que estão operando com prejuízo e que têm plena e plena capacidade de abastecer o mercado local com preços e ofertas justas, sem que o cliente precise fazer mais nada despesas “, afirmou.

Derli Lauermann, produtor de ovos de Porto Velho com 25 anos de experiência, acredita que a ação ajudará todos os produtores de ovos do estado.

“Estamos extremamente satisfeitos com esta nova política; o governo ouviu nossas preocupações e modificou a forma como o ICMS é cobrado sobre os ovos importados de outros estados. Dou os parabéns a todos os participantes. Agora temos a chance de competir contra rivais de outros estados. Porém, precisamos que o governo se comprometa mais com a fiscalização da venda do produto, pois a maioria das pessoas continua vendendo os ovos com isenção, e a fiscalização deve atuar na entrada para verificar isso ”, acrescentou o produtor.

Fonte: https://noticiageral.com – com informações de Fonte: Mixrondonia com informações de Assessoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *