Rondonienses aderem a técnica de bonsai asiática kokedama

Rondonienses aderem a técnica de bonsai asiática kokedama

A técnica asiática kokedama, uma variedade do bonsai, é o nome de uma planta com a raiz fixada em uma bola de terra coberta de musgo. Ganha cada dia mais adeptos em Rondônia.

A artesã e jardinista Sissi Colares falou sobre rega, musgo e também sobre adubação. Fazer o processo em horários e quantidade errada, pode matar a planta.

“O ideal é a pessoa comprar em uma casa especializada, em um viveiro, para não errar na medida. Uma dica importante é deixar a planta descansar após a adubação e antes de por no local dela, lave o excesso do adubo das folhas. Sempre evitar que no outro dia pegue sol, para não queimar a planta por causa do produto”, diz.

A rega é um fator importante para preservar sua planta na bola de musgo. Além disso, há muitas dúvidas sobre os musgos usados. Sissi explica que utiliza duas espécies e que com o tempo, umidade e calor eles rebrotam. “Este processo é lento, então precisa ter paciência”, explica.

Ao regar a kokedama, opte sempre por mergulhar em um pote com água até que pare de sair bolhas. Segundo Sissi, essa é a melhor maneira, a mais eficaz. “Borrifar água hidrata apenas o musgo, não rega a planta”, enfatiza.

Sissi colares também já ensinou o passo a passo para montar uma kokedama. “Precisa de uma terra preta adubada e bem airada, com bastante substrato, porque ela vai substituir nosso vaso.

Vermiculita pra manter a umidade da terra, água e a planta de sua escolha”, diz. Assista abaixo como fazer. Fonte: G1

Rondonienses aderem a técnica de bonsai asiática kokedama

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *