Safras de café e açúcar do Brasil correm risco por frio extremo

Safras de café e açúcar do Brasil correm risco por frio extremo

Esta semana, uma nova massa de ar ártico está prevista para passar sobre os distritos agrícolas do Brasil, arriscando mais danos às safras de café e cana-de-açúcar já danificadas por fortes geadas na semana passada.

Esta seria a terceira onda de frio a atingir a região agrícola do sudeste do Brasil neste inverno, trazendo consigo condições que não se viam há décadas. O Brasil já enfrenta uma das piores secas dos últimos 90 anos, além de problemas de transporte que estão causando atrasos no embarque de produtos vitais como o café para diversos destinos.

As geadas de 20 de julho foram as mais severas desde 1994, causando danos a até 200.000 hectares de cafeeiros. Os futuros do grão arábica ganharam mais de 10% na segunda-feira (26), após subir quase 20% na semana anterior.

De acordo com as projeções meteorológicas, a massa de ar chegará ao sul do Brasil na quarta-feira, depois seguirá para as principais regiões de plantio de São Paulo e Minas Gerais na quinta e sexta-feira.

“Não tenho certeza se o próximo resfriado será tão severo quanto o anterior, mas há uma tendência para um sistema de alta pressão … Não podemos excluir geadas extensas nas regiões de cultivo de citros, café e cana-de-açúcar “O meteorologista do Clima Rural Marco Antonio dos Santos afirmou.

A seca no Brasil já prejudicou várias safras, incluindo café, açúcar e milho segunda safra.

A geada destruiu até 35 por cento das lavouras de cana-de-açúcar no Brasil, segundo a corretora de commodities Marex Spectrum, nesta segunda-feira (26); no entanto, o impacto total foi menor. De acordo com a pesquisa, as estimativas da produção de açúcar no Brasil devem cair.

Frio pode impactar as safras de cana-de-açúcar e café no próximo ano

“Vai demorar muito para (a massa polar) viajar até chegar ao sul do Brasil. No cinturão do café, isso pode significar muitos dias de geada e gelo”, concordou Mike Palmerino, meteorologista autônomo. As temperaturas serão de -2 graus Celsius na quinta-feira e -1 graus Celsius na sexta-feira, de acordo com a previsão.

“A capacidade de criar frio prejudicial será maximizada pela secura do ar e a permanência de forte pressão do frio na superfície”, diz ele.

Fonte: Mixrondonia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *