Servidores da FEASE querem apoio para envio do PCCS para a Assembleia Legislativa

Servidores da FEASE querem apoio para envio do PCCS para a Assembleia Legislativa

Assessor da presidência da Casa, Doca Santos, se reuniu com a categoria e acolheu a demanda

Servidores da Fundação Estadual de Atendimento Socioeducativo (FEASE), autarquia vinculada à Secretaria de Estado de Assistência e Desenvolvimento Social (Seas), foram recebidos na manhã desta segunda-feira (13) na presidência da Assembleia Legislativa, pelo advogado Doca Santos, assessor do presidente Alex Redano (Republicanos).

Na pauta, o pedido da categoria para que o parlamentar pode interceder junto ao Governo, para o envio do Plano de Cargos, Carreira e Salários (PCCS) para a apreciação dos deputados. A informação atual é de que o projeto do PCCS estaria no Instituto de Previdência do Estado de Rondônia (Iperon), para cálculos de impacto na folha, após passar por outros órgãos governamentais.

A estimativa é de que o impacto financeiro anual seja em torno de R$ 6 milhões com a aprovação do plano, que atenderia cerca de 450 servidores da Fundação, incluindo os administrativos.

“Por determinação do presidente Alex Redano, me reuni com um grupo de servidores da FEASE que nos apresentaram a demanda pela envio, por parte do Governo, do PCCS para a apreciação da Casa. Tomei conhecimento da questão e vou repassar ao deputado, para que ele possa dar o direcionamento devido”, explicou Doca.

A FEASE

A Fundação foi criada em 2017, tendo absorvido servidores da Secretaria de Estado da Justiça (Sejus), com a autarquia passando a ser subordinada à Seas. A FEASE cuida do atendimento socioeducativo no Estado de Rondônia, destinado ao adolescente autor de ato infracional. Desde a sua criação, os servidores aguardam a efetivação do PCCS.

Texto: Eranildo Costa Luna-ALE/RO

Foto: Diego Queiroz-ALE/RO

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *