Servidores da secretaria de saúde são presos em operação da Polícia Civil em Porto Velho

Servidores da secretaria de saúde são presos em operação da Polícia Civil em Porto Velho

A Polícia Civil deflagrou nesta quarta-feira (22), a fase ostensiva da “Operação Esculápio”, para cumprimento de três mandados de busca e apreensão contra integrantes de uma associação criminosa formada por servidores públicos da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) de Porto Velho. Duas pessoas foram presas.

Há indícios de que esses servidores estavam furtando produtos do almoxarifado. “A investigação demonstrou que os servidores locaram uma residência para ocultar os materiais que eram desviados, além de armazená-los em suas próprias casas”, informou a Polícia Civil.

Nesta quarta-feira, dois servidores públicos da Semusa foram presos em flagrante pelo crime de peculato. Eles estavam em um caminhão da prefeitura perto da residência alugada e usada para esconder os materiais furtados.

A operação aconteceu por intermédio da Delegacia de Combate ao Crime Organizado (Draco 1), com o apoio de outras unidades do Departamento de Estratégia e Inteligência da Polícia Civil (DEI).

Durante as buscas os policiais encontraram vários materiais furtados (veja nas fotos abaixo).

Apreensões feitas na ostensiva da "Operação Esculápio" em RO — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Apreensões feitas na ostensiva da “Operação Esculápio” em RO — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Apreensões feitas na ostensiva da "Operação Esculápio" em RO — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Apreensões feitas na ostensiva da “Operação Esculápio” em RO — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Apreensões feitas na ostensiva da "Operação Esculápio" em RO — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Apreensões feitas na ostensiva da “Operação Esculápio” em RO — Foto: Polícia Civil/Divulgação

O g1 entrou em contato com a Prefeitura de Porto Velho e Semusa, e não obteve retorno até a publicação desta reportagem.

Fonte: https://noticiageral.com – com informações de G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *