Soldados russos fogem de cidade em região que Putin diz ter anexado

Soldados russos fogem de cidade em região que Putin diz ter anexado

As tropas da Rússia deixaram a cidade de Lyman, na região de Donetsk, na Ucrânia, para que seus soldados não fossem cercados pelo exército ucraniano.

O anúncio foi feito pelo Ministério de Defesa russo neste sábado (1º).

Lyman foi, durante meses, um centro logístico e de transporte para operações russas. A retomada da cidade marca uma derrota para Moscou, um dia depois que o presidente Vladimir Putin proclamou a anexação de quatro regiões ucranianas (inclusive Donetsk, onde Lyman está localizada).

O exército ucraniano havia afirmado mais cedo que suas tropas cercaram milhares de soldados russos nas proximidades de Lyman.

“As forças russas estão cercadas em Lyman”, afirmou o porta-voz do exército no leste do país, Serhiy Cherevatyi, citado pela agência Interfax-Ukraine.

Ele disse que “entre 5.000 e 5.500 russos” estavam entrincheirados nos arredores de Lyman. Mas os combates mais recentes reduziram o número de soldados, acrescentou Cherevatyi.

Serguii Gaidai, governador de Luhansk, a região vizinha, afirmou que os soldados russos de Lymam “têm três opções: fugir, morrer todos juntos ou a rendição”.

Cherevatyi também anunciou que as tropas de Kiev recuperaram cinco localidades ao redor de Lyman, aumentando a pressão sobre os soldados russos que estão cercados.

O exército ucraniano conquistou importantes territórios nas últimas semanas na região de Kharkiv, ao noroeste de Donetsk, onde fica Lyman.

G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *