Tenista acusa ex-vice primeiro-ministro da China de assédio sexual

Tenista acusa ex-vice primeiro-ministro da China de assédio sexual

Ex-líder do ranking de duplas da WTA, a chinesa Shuai Peng acusou o ex-vice primeiro-ministro chinês, Gaoli Zhang, de assédio sexual. O depoimento da tenista de 36 anos, feito através da rede social Weibo, foi divulgada pela jornalista japonesa Emily Peng, correspondente do canal de TV NPR em Pequim.

O post de Peng na rede social acabou sendo censurado e retirado do ar minutos depois, mas os prints fizeram com que o assunto girasse por todo o mundo e fosse comentado na internet. A denúncia é mais uma história impactante do movimento MeToo, que luta contra o assédio e a agressão sexual. Muitas mulheres chinesas também vêm se manifestando, mas acabam sendo sempre pressionadas pelas autoridades a apresentar provas que comprovem a veracidade das acusações.

O caso de Peng é um dos mais delicados, pois atinge diretamente um ex-político do alto escalão do Partido Comunista Chinês. Em seu depoimento, Peng alegou que o assédio sexual aconteceu antes dela e Gaoli Zhang, de 75 anos, se tornarem amantes, o que aconteceu por vontade própria, disse a tenista. Ela também afirmou não ter provas para comprovar o ocorrido.

A jornalista Emily Peng revelou que veículos de imprensa chineses estão sendo proibidos de publicar sobre o assunto, apesar da gravidade diante do movimento MeToo, que vem sendo bastante sufocado pelas autoridades da China. Mesmo com a exclusão do post por parte do Weibo, em poucos minutos a publicação já havia atingido milhares de curtidas e comentários, o que chamou a atenção da imprensa mundial e fez com que a história rodasse o globo.

Campeã nas duplas em Roland Garros (2014) e Wimbledon (2013), Shuai Peng disputou seu último torneio em Doha, no começo do ano passado. Ela atingiu o topo do ranking da WTA em 2014, terminando o ano na 3ª posição.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *